DestaqueEducação InfantilEducacionalEnsino Fundamental IEnsino Fundamental IIEnsino Médio
Produtividade sem provocar esgotamento mental na criança

Postado em: 15 de março de 2022

Todos nós temos a mesma quantidade de horas no dia, porém, algumas pessoas conseguem ser muito mais produtivas que outras. Por que isso acontece? No caso dos estudantes, o que falta para alguns é organização e planejamento, duas estratégias que são os princípios básicos para conquistar boas notas. Além disso, a cobrança excessiva torna ainda mais difícil o bom desempenho acadêmico.

Na prática, a luta por boas notas pode ser estressante e sobrecarregar a mente dos alunos, principalmente os mais jovens. O esgotamento mental de crianças, também chamado de burnout, é resultado de altos níveis de estresse ou frustração por longos períodos de tempo.  

Leia esse artigo para entender como contribuir na produtividade da criança sem que ela se canse mentalmente:

Criem um plano de estudos juntos

Não é raro que as notas ruins apareçam mesmo quando o aluno se dedica aos estudos também em casa. Nesses casos, muitas vezes o que falta é organização e concentração, fatores que nem sempre são percebidos pelo pequeno estudante. 

Ter um plano de estudo, com dias e horários definidos para cada conteúdo pode solucionar essa questão. Dividir a carga horária, contemplando todas as disciplinas, mas favorecendo as que a criança tem mais dificuldade, é o ideal. 

Ao criar um plano de estudos diário, fica mais fácil programar-se para provas e a ansiedade da criança diminui, contribuindo assim para a saúde mental. Além disso, deve também haver tempo reservado para lazer e descanso. A rotina ajuda a manter a mente da criança mais organizada e assim contribui na produtividade.

Use técnicas de produtividade

Cada pessoa tem suas habilidades e dificuldades. Quando falamos de estudo, cada criança ou adolescente terá uma maneira própria de aprender: algumas são mais visuais, outras precisam de repetição e outras aprendem fazendo resumos, por exemplo. 

Pensando nisso, você pode propor testes com seu filho, para verificar qual método de aprendizagem funciona melhor para ele. Aqui no blog, temos um post explicando algumas estratégias, como a técnica Pomodoro e o uso de flashcards, entre outras. Ao optar por uma delas, a produtividade será maior, assim como a assimilação de conhecimento. 

Como prevenir-se contra o esgotamento mental

O incentivo exagerado aos estudos pode gerar problemas psicológicos, como o esgotamento mental e o estresse crônico. Para prevenir-se contra essas questões, é fundamental que os pais ofereçam apoio e incentivo aos filhos, mas sem cobrança em excesso.

As expectativas dos pais

É claro que pais, mães e a família de modo geral sempre têm preocupações relacionadas ao futuro da criança. Todos criamos expectativas e tentamos auxiliar para que os jovens tenham sucesso na escola, nos relacionamentos, na futura profissão, entre outros aspectos da vida.

Entretanto, é preciso entender que cada indivíduo tem seus próprios sonhos e caminhos a serem trilhados na vida. O papel do adulto é ensinar e apoiar, e não transferir todas as suas expectativas para a criança.

Assim, o primeiro passo para evitar o esgotamento mental da criança é ajustar suas expectativas em relação a ela. É possível estimular seu filho a fazer o melhor que ele pode, sem que ele sinta que precisa superar os irmãos ou os colegas, por exemplo. 

Cobrança ou incentivo?

Você já parou para pensar na diferença entre cobrança e incentivo? A cobrança geralmente é uma exigência por determinado resultado, enquanto o incentivo costuma ser um encorajamento comportamental. Ou seja, estimular os estudos é muito diferente de cobrar notas altas.

É possível sim definir metas, desde que você possa auxiliar a criança a alcançá-las. Reconheça o esforço, tente entender as dificuldades e converse sobre os erros. Valorizar os acertos e mostrar que está orgulhoso quando ele aprende são atitudes que incentivam o aprendizado.

Outra dica interessante para os momentos de frustração é compartilhar histórias sobre a sua época de estudos, mostrando que também já passou por isso.

A exaustão mental e emocional é uma realidade para muitas famílias, mas geralmente é possível evitar essa situação com atitudes simples e atenção ao comportamento da criança. Exigências excessivas não são bem-vindas, e devem dar lugar ao estímulo saudável e auxílio no processo de aprendizado.

Conte também com o apoio da escola para lidar com as dificuldades e criar estratégias de superação. Acesse o blog da Rede Sagrado para entender como a parceria entre família e escola é importante para a criança!