DestaqueEducação InfantilEnsino Fundamental IEnsino Fundamental IIEnsino Médio
Educação financeira – Como ensinar às crianças e adolescentes?

Postado em: 28 de dezembro de 2021

Preparar as novas gerações para conquistar objetivos no futuro e para administrar bem o próprio patrimônio é dever da escola e, também, da família. Assumindo a missão de contribuir na formação de agentes transformadores do mundo e cidadãos globais, a Rede Sagrado oferece Educação Financeira.

Leia esse post para conhecer o projeto e saber como contribuir para o sucesso dele em casa.

Empreendedorismo

Ainda hoje, a ideia de empreendedorismo está muito relacionada à abertura de empresas, mas, enquanto característica pessoal, ultrapassa esse objetivo. No programa de Educação Financeira da Rede Sagrado, essa competência é desenvolvida com foco na identificação de oportunidades e no planejamento estratégico. Além disso, o empreendedorismo infantil também contribui no desenvolvimento socioemocional.

A parceria com o Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio Às Micro e Pequenas Empresas) e com o Sicredi (Sistema de Crédito Cooperativo) permite a realização de ações e projetos de empreendedorismo com orientação especializada.

Como incentivar a educação financeira em casa?

A partir de algumas atitudes simples, é possível incentivar a formação de um perfil empreendedor dentro de casa. Assim, os pais podem complementar e potencializar o trabalho desenvolvido na escola, ao mesmo tempo em que passam um tempo de qualidade com os filhos. Confira as dicas:

  1. Ajude na organização financeira – mostre como controlar o uso da mesada ou de qualquer dinheiro que a criança ou adolescente receba.
  2. Discuta os custos de viagens e passeios – faça com que o aluno entenda o planejamento financeiro necessário para realizar essas atividades.
  3. Inclua os filhos nas finanças domésticas – compartilhe o valor de algumas despesas e assim desenvolva a consciência financeira e iniba desperdícios. Posteriormente, você pode criar um fundo com o valor economizado e comprar algo para as crianças. 
  4. Apoie iniciativas como venda de doces ou de bijuterias.

Consumo consciente

A educação financeira é muito mais do que a habilidade de gerenciar dinheiro. Ela relaciona-se também com o consumo consciente, ou seja, fazer compras considerando o impacto financeiro e ambiental de cada item adquirido. 

Na prática, o consumo consciente inclui questões como optar por marcas eco-friendly, não desperdiçar água e reaproveitar embalagens plásticas, por exemplo. Ao consumir de maneira consciente, deixamos de fazer compras por impulso e damos prioridade ao que realmente é necessário. Proteger a natureza dos resíduos criados pelo ser humano também é importante.

Na Rede Sagrado, projetos de incentivo ao consumo consciente fazem parte das aulas de Educação Financeira. São abordadas as cadeias produtivas, a poluição gerada e o ciclo de vida dos produtos utilizados no dia-a-dia dos estudantes. 

Como praticar o consumo consciente em casa?

O consumo consciente pode ser incorporado à rotina da família, diminuindo o impacto na natureza e ao mesmo tempo estimulando a melhor administração de recursos. Veja algumas forma de fazer isso:

  1. Separe o lixo para reciclagem – mostre às crianças como descartar cada embalagem no lugar certo.
  2. Utilize os alimentos em sua totalidade – planeje junto com eles o cardápio da semana, evitando que vegetais estraguem na geladeira. Explique que utilizar cascas, folhas e talos é nutritivo e econômico.
  3. Evite compras sem sentido – faça com que seus filhos reflitam sobre o que realmente gostam e usam antes de comprar presentes.

Educação financeira é a habilidade de administrar seus recursos de forma eficiente, sem desperdícios e sem consumismo. Despertar essa consciência nas crianças e adolescentes contribui no futuro profissional e pessoal deles, formando cidadãos mais responsáveis e preparados para a vida adulta. Quer saber mais sobre as iniciativas da Rede Sagrado que contribuem na vida profissional do seu filho? Visite o site e conheça a proposta pedagógica do colégio!